Categorias

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Estudo Bíblico 4 - O Anjo do Senhor - Arcanjo Miguel

Gênesis 18:1-5 – 3 homens de mesma natureza aparecem a Abraão. Ele prostra-se, e o Anjo do SENHOR aceita sua adoração. Como vimos no estudo anterior, anjos não aceitam adoração, portanto, este anjo é diferente. Dos 3 anjos presentes, 2 seguem para Sodoma (capítulo 19). Apenas o Anjo do SENHOR fica com Abraão e lhe promete um filho. Em Gênesis 22:11-12 o Anjo do SENHOR reaparece e diz a Abraão: não me negaste teu único filho. Ou seja, o sacrifício de Abraão estava sendo oferecido a este Anjo. Uma vez que os anjos não aceitam adoração, também não aceitam sacrifícios. Mais uma vez notamos que este Anjo é diferente dos demais.


Quando a palavra SENHOR aparece na Bíblia, está traduzindo o tetragrama YAWH. Este era tão sagrado que não era pronunciado, porque representava o nome de Deus. Como no hebraico antigo as vogais não eram escritas, a pronúncia da palavra se perdeu com o tempo. Toda vez que o tetragrama YAWH aparecia, era lida a palavra Adonai (Senhor) no lugar. Utilizou-se as vogais de Adonais inseridas em YAWH para formar Jeová.

Juízes 13:15-22 – O Anjo do SENHOR aparece a Manoá. Ele não aceita a sua oferta porque Manoá pensa estar oferecendo a um anjo qualquer. Manoá só se dá conta de quem era este Anjo quando ele sobe.

Êxodo 3:1-16 – O Anjo do SENHOR aparece a Moisés, e diz que seu nome é hayah, que no hebraico significa “ser”, “existir”, “acontecer”. Na nossa tradução, aparece “EU SOU O QUE SOU”.

Indo do Antigo para o Novo Testamento, encontramos em João 1:1-4 que Jesus era Criador e mantenedor da vida, portanto digno de adoração. O evangelho de João tem como objetivo mostrar que Jesus é Deus. Em Colossenses 1:15-17 Paulo também fala sobre este assunto.

Como será estudado no próximo tema, Lúcifer era um anjo do Céu que quis receber a adoração devida a Deus somente. Deus então convoca os anjos e esclarece a posição de Jesus no Céu, como comenta Ellen White:

"O Rei do Universo convocou os exércitos celestiais perante Ele, para, em sua presença, apresentar a verdadeira posição de Seu Filho, e mostrar a relação que Este mantinha para com todos os seres criados. O Filho de Deus partilhava do trono do Pai, e a glória do Ser eterno, existente por Si mesmo, rodeava a ambos. Em redor do trono reuniam-se os santos anjos, em uma multidão vasta, inumerável - "milhões de milhões, e milhares de milhares" (Apoc. 5:11), estando os mais exaltados anjos, como ministros e súditos, a regozijar-se na luz que, da presença da Divindade, caía sobre eles. Perante os habitantes do Céu, reunidos, o Rei declarou que ninguém, a não ser Cristo, o Unigênito de Deus, poderia penetrar inteiramente em Seus propósitos, e a Ele foi confiado executar os poderosos conselhos de Sua vontade. O Filho de Deus executara a vontade do Pai na criação de todos os exércitos do Céu; e a Ele, bem como a Deus, eram devidas as homenagens e fidelidade daqueles. Cristo ia ainda exercer o poder divino na criação da Terra e de seus habitantes. Em tudo isto, porém, não procuraria poder ou exaltação para Si mesmo, contrários ao plano de Deus, mas exaltaria a glória do Pai, e executaria Seus propósitos de beneficência e amor." (Patriarcas e Profetas, p. 36).

João 8:24-28; 13:19 – Jesus se identifica como Deus quando diz EU SOU. Ele é aquele mesmo Deus que apareceu no Antigo Testamento como Anjo do SENHOR.

O nome Miguel significa “quem é como Deus?”. Ele aparece cinco vezes na Bíblia (3 vezes em Daniel 10:13, 10:21 e 12:1, uma vez em Judas 1:9 e 1 vez em Apocalipse 12:7), em situações onde Jesus está lutando contra Satanás. A palavra Arcanjo aparece duas vezes na Bíblia (em I Tessalonicenses 4:16 e Judas 1:9), e significa o primeiro dentre os anjos, ou seja, o mais importante dos anjos, ou o chefe dos anjos. Em Judas 1:9 Arcanjo está associado a Miguel – Arcanjo Miguel.

I Tessalonicenses 4:16, Daniel 12:1 – Miguel é Jesus.

Salmos 34:7 – O Anjo do SENHOR acampa-se ao redor daqueles que O temem e os livra.

Um comentário:

  1. Desculpa, mas você está cometendo um erro casso, O anjo miguel é um dos príncipes (arcanjos, alias existem vários Anjos príncipes (arcanjos), Jesus não tem nada a ver com o anjo Miguel, no velho testamento, que nós chamamos a forma de Deus se manifestar (teofania), Jesus sim aparece como o anjo do Senhor, preste mais atenção, sei que algumas religiões só tem ele Jesus (como um anjo criado. A bíblia é bem clara em dizer que ele é Deus, e a salvação vem através dele.

    ResponderExcluir